Loading...
BlogDestaques

5 bons motivos por que você precisa ver o filme A Chegada

 

A Chegada é um filme de ficção científica de 2016 dirigido pelo canadense Denis Villeneuve (Os Suspeitos, Sicario – Terra de Ninguém). Sua história é baseada num conto de Ted Chiang e narra uma invasão alienígena de maneira singular.

Num dia que parecia normal, 12 naves extraterrestres aparecem de surpresa ao redor do mundo. Elas não fazem absolutamente nada e a tensão causa pânico generalizado. Os governos dos países onde as naves estão temem um ataque à humanidade. Assim, mandam seus exércitos para fazerem contato com os seres.

É quando o Coronel Weber (Forest Whitaker) do exército estadunidense chama o matemático Ian Donnelly (Jeremy Renner) e a linguista Louise Banks (Amy Adams) para conhecer as criaturas. A função dela é encontrar uma forma de se comunicar com os alienígenas e responder à pergunta: Qual é a intenção de vocês na Terra?

Se a sinopse ainda não é motivo suficiente para você querer ver essa obra de arte, aqui vão mais 5 motivos que com certeza vão te convencer. Ah, e não se preocupe que é sem spoilers!

 

1. Amy Adams faz a protagonista

Amy sempre mergulha fundo nos papéis que interpreta. Suas falas são transmitidas com peso e suas expressões nos fazem compreender o que a personagem sente. Esse realismo nos lança para dentro da experiência do filme. Sem dúvidas ela é uma das melhores atrizes da nossa época.

“Ela pode fazer absolutamente qualquer coisa – e melhor do que ninguém”
(Paul Thomas Anderson)

Por isso, não é exagero dizer que a presença de Amy Adams como a doutora Louise foi essencial para o sucesso do filme. A profundidade emocional da performance dela em A Chegada é o que mais nos faz acreditar na premissa do enredo.

Além disso, é excelente a sensação de ver uma mulher como protagonista num gênero cinematográfico tão dominado por homens.

A dra. Louise Banks é uma personagem completa e extremamente interessante. Ela não só é uma grande cientista em sua área, como sua participação no contato com os aliens é fundamental para a humanidade dar o próximo passo.

 

 

2. A fotografia é surpreendente

Normalmente filmes sobre invasões alienígenas são cheios de explosões exageradas e destruição em massa. Esse não é o caso de A Chegada.

Aqui, o diretor de fotografia Bradford Young desconstrói esses clichês cansativos, destacando a emoção humana. Para isso, ele aposta em iluminação chamativa e menos efeitos especiais. O resultado é uma imagem honesta e descomplicada.

Alcançar isso não era tarefa fácil. Com isso em mente, ele virou sua atenção para coisas diferentes, tentando tirar inspiração de música e fotografias.

“Em termos de iluminação, era uma questão muito séria: “O que os alienígenas trazem quando chegam?” Os seres humanos são arrogantes no sentido de que pensam que os alienígenas apareceriam e teriam acesso aos mesmos materiais aos quais temos acesso. E se eles não tivessem?”
(Bradford Young)

Claramente, todo o esforço valeu a pena: completada pela trilha sonora atmosférica, a fotografia de A Chegada nos faz compreender claramente a sensação desconcertante que deve ser estar na presença de alienígenas.

Quer saber mais sobre fotografia no cinema? Clique aqui e leia nosso artigo.

 

3. A Chegada vai mudar a maneira como você vê o mundo

Existe uma teoria linguística (Sapir-Whorf) a qual diz que a percepção que temos da realidade é moldada pelo idioma que falamos.

Por exemplo, imagine se no português nós tivéssemos a palavra para vermelho, mas não a palavra para cor-de-rosa. Provavelmente nós veríamos o rosa apenas como vermelho claro, como fazemos com o azul. E se tivéssemos uma palavra diferente para azul claro, nós entenderíamos que ele é outra cor completamente diferente do azul escuro, como acontece no idioma russo.

Ao falarmos português ou russo, pensamos e entendemos o mundo de maneira distinta. No entanto, mesmo sendo diferentes, ambas são línguas desenvolvidas por seres humanos no planeta Terra.

Imagine então o que poderíamos aprender sobre a realidade ao estudar um idioma extraterrestre. Eles entenderiam a diferença entre “arma” e “ferramenta”? Eles sabem o que é “guerra”? Será se eles sequer teriam nomes próprios? É isso que A Chegada explora.

“A escrita deles não tem forma ou direção. Os linguistas chamam isso de Ortografia Não Linear. O que levanta a pergunta: Eles pensam dessa forma?”
(fala do personagem Ian Donnelly)

Isso tudo gera nos personagens… algo que eu não vou contar para não dar spoiler, como eu prometi. Mas fique sabendo disto: quando o filme termina, temos a leve sensação de que não somos mais os mesmos.

Isso é que é um filme espetacular!

 

 

4. A parte sobre o caos global nos faz pensar

Em um momento tão crucial para a história da humanidade quanto a invasão de extraterrestres, as desavenças entre as nações da Terra se mostram em evidência.

Todas as equipes dos 12 países onde as naves pousaram precisam se unir e compartilhar as descobertas para conseguir desvendar a intenção deles aqui com mais clareza. No entanto, alguns países escondem certas informações e o que pretendem fazer com elas, gerando conflito.

Dessa maneira, o filme contrasta as diferenças entre humanos de nações distintas com as diferenças entre humanos e aliens.

“O filme, no final das contas, é sobre superar o que nos divide, não apenas entre espécies diferentes, mas também entre nacionalidades.”
(Washington Post)

Ele não acerta sempre na questão das relações internacionais. No entanto, ao simular uma situação extrema, A Chegada nos ensina de maneira geral como os países têm se distanciado.

Assim, a premissa mais relevante do filme talvez seja salientar a importância de a humanidade como um todo se unir para o nosso próprio bem comum.

 

5. Aclamado pela crítica

Talvez nada que eu disse até aqui tenha te convencido a ver esse filme. Talvez você queira uma segunda, terceira, quarta opinião. Bom, eu te poupei o trabalho.

A Chegada recebeu 8 indicações ao Oscar em 2017: melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro adaptado, melhor fotografia, melhor montagem, melhor direção de arte, melhor edição de som e melhor mixagem de som.

Também recebeu 2 indicações ao Globo de Ouro no mesmo ano por melhor atriz em drama (Amy Adams) e melhor trilha sonora.

“O filme ingressa desde já no seleto grupo dos poucos filmes de ficção científica que conseguem efetivamente debater o que significa ser humano.”
(Omelete)

No Rotten Tomatoes, o filme recebeu 94% na avaliação dos críticos e 82% pela avaliação da audiência

Recebeu 4,3 estrelas de acordo com 1400 notas e 110 críticas dos usuários do Adoro Cinema.

Foi considerado um dos melhores filmes do ano (2016) pela Vox.

“Ele merece tratamento sério como obra de arte”
(Vox)

Impossível você não ter nem um pingo de vontade de ver esse filme agora, né?

 

 

A Chegada não é um filme de ficção-científica qualquer. O elenco, a fotografia e o enredo foram construídos de maneira cautelosa com o intuito de desconstruir clichês. O resultado é uma obra cinematográfica inteligente e engajadora.

Se você quiser assistir ao filme, ele pode ser encontrado no Google Play, HBO Go e Amazon Prime (infelizmente não está disponível na Netflix).

Para ficar por dentro das nossas próximas postagens, siga a nossa página no Facebook.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

artigos recomendados pelos editores
%d blogueiros gostam disto: