Loading...
ComunicaçãoCursosExtensão

2º edição do Curso de manipulação de imagem: desafios e conquistas

Marina
Siga-me

Marina

Estudante de Jornalismo e bolsista de extensão e cultura do Comunica Estúdio.
Marina
Siga-me

A 2º Edição do Curso trouxe novos desafios e entregou resultados surpreendentes. Neste pequeno relato mostro um panorama de tudo que aconteceu dentro e fora da sala

O curso de Introdução à Manipulação de Imagem: ferramentas de catalogação e remix encerrou sua segunda turma na ultima quinta-feira (16), com a entrega dos certificados. Os estudantes participaram do curso com um programa dinâmico, que abordou entre a teoria e a prática da fotografia, assim como os mecanismos de pós produção e de utilização de um software especializado em imagens.

Apesar da carga horária ser de curta duração – apenas 6 dias – o curso se extende dentro da sua própria percepção com muito mais intensidade, tanto para o corpo docente como para os estudantes. Uma vasta gama de experiências em apenas duas semanas, que, baseado nos depoimentos dos alunos foram de extrema importância para aguçar os conhecimentos prévios de cada um. As noções práticas e teorias se misturam do lado de fora da sala de aula e ganham vida nas imagens e fotografia. Quem diria que fotos tão inspiradoras sairiam das câmeras amadoras dos aprendizes. Não se pode deixar de ressaltar a presença de uma profissional do ramo junto com a turma, sua participação ajudou não só na relação social da sala como no caráter técnico dos alunos, que aprenderam algumas façanhas do oficio.

Fotografia e edição realizadas pela aluna Fernanda durante o curso
Fotografia tirada e editada por uma aluna durante o curso.

Nessa turma foi possível notar o entrosamento entre os participantes, alunos e professor, tornando o programa mais rico na troca de conhecimento. Durante as aulas de campo, o coleguismo ajudou e muito na hora de tirar as fotos. Tanto professora como alunos posaram de modelo para as lentes, o que tornou os momentos de aula mais extrovertidos e acaba, também, com a vergonha em frente as câmeras.

Tudo isso se converte em conhecimento e habilidade que, pelos resultados, inseriu nos participantes a prática da fotografia, tanto no processo de captura de imagem como na hora da construção de sentido, através do remix imagético.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

artigos recomendados pelos editores
%d blogueiros gostam disto: