Loading...
BlogDestaques

Sem um centavo, mas sempre com visão: Conheça Panic! At The Disco

Alan Diones

Alan Diones

Goiano só nascido, criado como carioca, ou seja GoRioca.
Alan Diones

Últimos posts por Alan Diones (exibir todos)

Se você foi um emo que se preze, com certeza já ouviu Panic! At The Disco, uma banda de pop-punk formada em 2004 por 2 amigos de infância, Ryan Ross e Spencer Smith. Logo mais se juntaram Brent Wilson e Brendon Urie. No início, Brendon era apenas o backing vocal de Ryan, mas quando perceberam o quanto ele era incrível, lhe deram o lugar de vocalista.

First Try

A Fever You Can’t Sweat Out foi o primeiro álbum da banda, lançado em 2005, que se popularizou por conta do sucesso de “I Write Sins Not Tragedies”. No ano seguinte, a banda demitiu Wilson após uma intensa turnê mundial. O motivo ainda não é muito claro.

“Foi 100% uma surpresa para mim. Estávamos prestes a sair para um show na Califórnia, e eles me ligaram na noite anterior e me disseram que eu estava fora da banda. A única razão que eles deram foi que era por conta de ‘propósitos musicais’. Tudo estava bem, nós tínhamos acabado de voltar de uma turnê na Europa, e não houve conversas anteriores sobre alguém deixar a banda. Eu não sei por que eles me escolheram”, disse o baixista, que foi substituído por Jon Walker.

O próximo álbum, Pretty Odd, demorou 3 anos para ser lançado. Apresentava um novo estilo que eles não estavam acostumados a mostrar e que é adotado pela banda até hoje. O motivo da mudança foi o interesse de Brendon e Spencer em inovar. Ross e Walker, por mais que gostassem do rumo que a banda estava tomando, acreditavam que esse não era o estilo deles e decidiram sair do grupo assim que terminaram a turnê desse álbum.

I Have Friends In Holy Spaces

Seguindo como uma dupla, Brendon e Spencer lançaram o single New Perspective, que se tornou trilha sonora do filme Garota Infernal. Não muito depois disso, Dallon Weekes e Ian Crawford se juntaram à banda para a turnê de 2010. Dallon rapidamente se tornou membro em tempo integral da banda.

Nesse mesmo período eles estavam terminando seu terceiro álbum, Vices and Virtues, que foi lançado em 2011. No entanto, apenas Brendon e Spencer fizeram parte da gravação, já que Dallon não era um membro oficial.

O quarto álbum, Too Weird To Live, Too Rare To Die!, foi lançado em 2013, quando Spencer teve que, não oficialmente, sair da banda por conta de problemas de saúde, deixando apenas Brendon e Dallon para seguirem com o projeto.

Em 2015, Smith saiu da banda oficialmente e Dallon se tornou novamente apenas um membro de turnê. Brendon, sendo o único remanescente integral da banda continuou fazendo música. Lançou o single Hallelujah em 2015 e o quinto álbum Death of a Bachelor, em 2016.

High Hopes

Neste ano de 2018, Panic! At The Disco lançou o álbum Pray for the wicked, contando com a participação de Dan Pawlovich e Nicole Row como membros da turnê. A sexta obra da banda conta com músicas de auto reconhecimento, grandeza, sucesso e a decadência de Hollywood.

A banda segue renovada, mas sem perder seu elemento essencial, o estilo das letras. Cada canção do álbum faz sentir e reconhecer que há P!ATD nelas. Brendon usa melodias que provoca o reconhecimento rápido, fazendo quem é fã de longa data se orgulhar e sentir que a SUA banda continua viva.

Quer ver mais sobre nossas dicas de bandas, artistas, filme e séries? Siga nosso Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

artigos recomendados pelos editores
%d blogueiros gostam disto: