Loading...
DestaquesDocumentos sobre Paratinga

Uma reflexão

Siga-me

Tiago Abreu

Extensionista em Comunica Estúdio
Estudante do curso de Jornalismo da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC) da Universidade Federal de Goiás (UFG).
Siga-me

Últimos posts por Tiago Abreu (exibir todos)

Um tripé. Várias câmeras. Braços cansados. Dinheiro escasso. Discursos em cartões de memória. Tudo o que poderia ser aplicado, em meses de pesquisas e leituras, é despejado em um diálogo comum sobre Paratinga, sobre as pessoas e sobre a narrativa da vida.

O caminho percorrido para a produção de Paratinga – Uma Questão de Origem vai além das questões técnicas ou das escolhas teóricas dos últimos tempos. Iniciou-se quando, pela força da vida, fui levado a conhecer e conviver em terras que eram dos meus antepassados e que, hoje, convidam para me reaproximar.

Talvez o maior percalço nesta estrada é se compreender dentro do processo. Não ser paratinguense e se identificar com os desafios do município é mais do que empatia. É reconhecer uma realidade socioeconômica que parece engolir a todos que vivem ali.

É uma realidade que fragiliza todas as promessas e esperanças de um belo futuro. Da mesma forma que as águas do São Francisco inexoravelmente secam, as perspectivas e glórias de Paratinga se diminuem a cada estação – e a perda da Comarca, por exemplo, é só a continuação disso.

Mas ainda há um aspecto que a faz brilhar em meio ao caos. Em plena seca no mês de julho de 2017, tempo de sol escaldante e de escassez, pude perceber a persistência do paratinguense. São famílias, histórias e trajetórias de vida que se perpetuam.

Assim como seus caminhos insistem em prosseguir num espaço hostil para o desenvolvimento, minha direção, na produção deste material, foi a mesma. Apesar de todos os entraves, posso confirmar que tudo está a continuar.

Este teaser do documentário planejado é um dos vários pontos de reflexão acerca da história contida no material. E representa também, o início de uma nova fase do projeto documental: entender o conteúdo produzido e criar novas possibilidades com base no que fora realizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

artigos recomendados pelos editores
%d blogueiros gostam disto: